Recuperando o Poder da Bênção

8 de fevereiro de 2018

Resultado de imagem para Quadro de Rembrandt :Jacob abençoa Efraim

Quadro de Rembrandt em que Jacob abençoa Efraim

Antigamente as pessoas abençoavam os filhos e netos, atualmente só se preocupam por eles

 

A tradicional bênção que as pessoas concediam para seus filhos e netos foi perdida no tempo, e atualmente as pessoas a substituíram por preocupações acerca deles.

O significado entendido tradicionalmente da bênção é o de conceder vantagens à pessoa abençoada, para alcançar prosperidade, longevidade, saúde, algumas capacidades ou obter sucesso e muitos frutos.

A bênção é transmitida de uma pessoa dotada de autoridade para outra, e Deus sempre é a única Fonte Divina e Eterna de bênçãos, por isso, aquele que recebe a bênção, recebe então, a capacidade de gerar o resultado que vem do Divino.

Deve-se ter em mente que o ato de abençoar requer, daquele que abençoa, um relacionamento forte com Deus e, sobretudo, de fé.

As bênçãos do Divino nos tornam santificados, e a vontade de Deus é a nossa santificação. Na primeira epístola aos Tessalonicenses (1 Te 4:3) Paulo nos diz: “Pois isto é o que Deus quer, a vossa santificação…”

Quando oramos por outras pessoas, estamos pedindo para que sejam santificadas.

E na primeira epístola de Pedro (1Pe 1:16), Deus nos exige que sejamos santos, porque Ele é Santo, desta maneira: “Tendes de ser santos porque Eu sou Santo”. Esta exigência nos traz a lembrança da nossa origem e Identidade Divina, de sermos filhos do Pai Altíssimo criados à Imagem e Similitude.

Nossos cursos

A sua formação como terapeuta holístico aqui! Não importa onde você mora, nós temos um curso EAD para você!

Conheça os cursos