Processo Vetiver

14 de janeiro de 2019

EU SOU A RESISTÊNCIA FLEXÍVEL

EU SOU A RESILIÊNCIA

hoje separei um óleo essencial que fala da terra e de nosso corpo, esse vaso de barro. O assunto veio no meu coração pelas mãos da feirense Arlene Angelo, que é a nossa mestra mór, facilitadora do grupo “O Despertar da Essência Feminina”, grupo que acontece todo o mês aqui em Campinas – SP, no IPEC – Instituto de Pesquisa e Estudo da Consciência e tem me mostrado tantas coisas lindas sobre a sorte que tenho em ter nascido mulher!

E nesse fim de semana tivemos o módulo Terra e a Arlene trouxe um Pim de Vetiver que “sorteou” antes de ir para o encontro. Fazia parte de um mimo que dei a ela, junto a outros Pins Aromáticos.

Como você sabe coincidências não existem e vetiver é o fator terra.

A terra com muitos significados fala também dos nossos vasos de barro – nosso corpo físico – sem ele não poderíamos desenvolver a nossa Luz e alcançar nosso Eu Superior, que está e sempre esteve conosco mesmo antes de chegarmos aqui. Com ele podemos viver todos os atritos e ganharmos esse brilho formidável, com o andar da vida.

Um capim danado de profundo

Vetiver, é um capim danado de profundo, uma gramínea que foi colocada nessa dimensão da vida para purificar águas e terras, pois ele retira do solo e da água os piores e mais nocivos elementos químicos que colocamos neles. Na terra ele limpa, BHC e na água ele limpa até o mercúrio, componente químico perigoso e muito utilizado em nossas plantações de batatas. Ele também nos desintoxica de emoções e pensamentos pesados.

Ele nos ensina a nos reinventarmos com o que temos

Além de ser um arbusto alto, com raiz mais profunda ainda,  o danado nasce em terra fértil, areia de praia, em meio a um chão de pedriscos e vai bem imerso na água. Ele também gosta de solo ácido, alcalino, para ele tudo em paz. E aguenta temperaturas extremas, dos 70 graus da caatinga até os 10 graus negativos de um inverno suave. Mas já foi passear na Antártica e assim como a pripioca se deu bem entre os pinguins.

Possui moléculas químicas longas, sesquiterpenos de tudo que é forma e formato. Na pele ele ativa a produção de colágeno e dá estrutura aos tecidos que estão começando a ficar flácidos com a idade. Clareia manchas da pele e renova a aparência do rosto. ( Aumenta até o cabelo de quem quer ter a cabeleira tão linda como a Edna!)

Tem sido utilizado com muito sucesso para crianças com disfunção de atenção, autistas e outras situações, utilizado no spray aromático, Plus e Pins Aromáticos e também no colarzinho aromático.

Eu Sou a Resiliência

Pela sua alta capacidade de adaptação podemos dizer que ele é um criativo e se reinventa com o que tem. É Resiliente e é isso que nos ensina! Seu código de acesso, aqui no Equilíbrio Orgânico é “Eu Sou a Resistência Flexível – Eu Sou a Resiliência”.

Ele dá um óleo essencial, que pode ser considerado uma joia líquida, pois umidece as juntas e assim como outros óleos essenciais vindos de raízes, como como os óleos de pripioca e o gengibre, que trabalham fatores ligados ao reumatismo e todas as complicações que vem desses locais de nosso corpo.

 

Em terapias as verbalizações do uso do vetiver, principalmente pelas mulheres, estão ligadas as lembranças de obrigatoriedade.

“Eu quero ir para lá, mas me obrigam a seguir para cá”.

Um fator que mexe com a forma do nosso barro e vai nos entortando os ossos e as juntas. Moldando um corpo que não era a nossa origem. Mas, ao compreender tudo isso é uma maravilha, pois podemos soltar e deixar ir, além de escolhermos ser a “força forte” da mudança proposta pelo “fator vetiver”. Podemos seguir outros caminhos e desinflamarmos – ainda que aos poucos todas as nossas juntas – até conseguir desentortar nossos dedos dos pés, das mãos e nossas idéias e criarmos um novo corpo. Nos reinventando e moldando nosso próprio barro. Responsáveis por tudo o que somos.

O vetiver fala de processos ligados ao nosso pai.

E sobre essa autoridade forte do pai, essa força forte do pai que pode atuar, ou, nos tolhendo ou nos empurrando para uma vida plena e qualquer que seja a direção que nosso pai escolheu para nós, teremos certo, vivendo o “programa vetiver” – teremos certo mesmo que foi o melhor que ele pode fazer por nós, tudo por amor.

e…a gente pode escolher mudar o que nos foi imposto

Com o vetiver, podemos simplesmente amar e olhar nosso pai, pegar a força forte dele, pegar tudo para nós! Ficarmos com “força forte” e devolver o que não é nosso para ele. Ver como somos tão pequenos perto dele, do nosso pai, que não podemos carregar tantos fardos. E, após um momento de gratidão e perdão – que nós como filhos podemos fazer, a gente consegue caminhar para outra vida, a gente pode escolher mudar o que nos foi imposto e trazer mais argila para nosso vaso, moldar nosso vaso de barro de novo. Remoldar, renovar, trabalhar nossa terra e estabilizar nossa vida. E voltamos a crescer fortes, sem medo, sem medo de cair. Coisas de raiz de vetiver. Coisas da nossa Luz Interior, que vem com o brilho que nosso diamante pessoal alcança, graças a todos esses atritos*!

*…7-“Mas temos esse tesouro em vasos de barro, para mostrar que este poder que a tudo excede provém de Adonai, e não de nós. 8 – De todos os lados somos pressionados, mas não desanimados; ficamos perplexos, mas não desesperados; 9- somos perseguidos, mas não abandonados; abatidos, mas não destruídos” Paulo em IICorinthios 4:7,8,9


 

Maria Ábramo é Terapeuta Holistica

e facilitadora da Escola Equilíbrio Orgânico 

——————————————————————————————

PARA ASSISTIR UMA AULA EAD COMPLETA SOBRE O VETIVER CLIQUE NO LINK ABAIXO

https://equilibrioorganicoead.maestrus.com/ver/curso/grupo-de-estudos-oleo-essencial-de-vetiver/

Nossos cursos

A sua formação como terapeuta holístico aqui! Não importa onde você mora, nós temos um curso EAD para você!

Conheça os cursos